Congresso 2022 – 23 a 25 de abril

Assista aos vídeos e subscreva o nosso canal do youtube.

Nas mãos do Oleiro
Jeremias 18:6

Não sei se todos tiveram a oportunidade de ver um oleiro a trabalhar. É de facto fascinante! A paciência em rodar e moldar… Quantas vezes a peça se desmancha, por uma impureza, uma pequena pedra, que é suficiente para estragar o que o oleiro estava a fazer. E tem de começar de novo… E como de um bocado de barro saem objetos tão diferentes!

O Senhor nosso Deus foi o primeiro Oleiro!

Ele formou Adão do “pó da terra. E viu tudo o que tinha feito no 6o dia e “eis que era muito bom.” (Gn 1.31)

Em muitos momentos e fases da nossa vida Ele é, deseja ser o Oleiro. Creio que muitas vezes nós é que não desejamos ser o barro!

Se nos imaginarmos na roda do Oleiro, a sermos moldados pelas Suas mãos, acho que não gostaríamos do aperto, do ajuste, do barro que Ele considera excedente, tira e põe de parte…Certamente algo que estaria a dificultar o atingir a forma que está na Sua mente e é propósito para nós. Até teríamos sugestões… é difícil – para nós – sermos barro.

Completamente entregues nas Suas mãos, nesse rodar intenso, sem palavras.

Creio que teríamos questões: O que é que vamos ser? Qual será a nossa utilidade? Só que o barro nem sequer coloca essas questões.
Acho que de facto deveríamos perguntar-nos: Sou barro?

Quero mesmo estar nas mãos do Oleiro?

Helena Pais Martins

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

onze − 9 =

× Precisa de ajuda?